Translate

domingo, 24 de abril de 2016

                                                                   Imagem Google


Em meu diminuto universo
Sou uma mera gota d'água
A querer misturar-me
Ao oceano refinado de Deus!

Lufague

2 comentários:

  1. Deveras, tiveste uma impressão das visões de Deus. Pois somente Ele enxerga tais diminutos universos e tais gotas em sua finita insignificância, e é somente na humílima percepção da grandeza de Suas visões é que nos vemos tais quais somos. Contudo, também tiveste, decerto, ainda outra impressão, a de Sua inspiração! Pois somente Nele, por Ele e para Ele todas as coisas encontram a sua grandeza – e todos os seres, a sua glória!
    Deixa-te misturar-se!
    Teu poema é esse êxtase que se derrama de ti em nós. É belo como tu és bela; é belo como bela Nele tu desejas entregar-te a ser.
    Teu humilde fã Luc

    ResponderExcluir
  2. Muita saudade de tuas postagens, sempre muito, muito inspirativas. Completa-se quase um ano de teu silêncio. Eu saí do Overture, e estou agora num blogue só meu. Espero que estejas muito, muito bem, e muito, muito feliz!
    Um abraço com carinho
    Teu humilde fã.
    Luc

    ResponderExcluir